Igreja Apostólica do Brasil Região Pernambuco

IGREJA APOSTÓLICA DO BRASIL REGIÃO PERNAMBUCO

PREGAMOS O QUE A BÍBLIA NOS ENSINA, SOMOS UM POVO PENTECOSTAL DE DOUTRINA APOSTÓLICA E BATIZAMOS EM NOME DE JESUS (ATOS 2:38) SOMOS 100% UNICISTA.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Você está disposto a empurrar o carro?

Um homem estava indo visitar um amigo em uma pequena cidade do interior, que era famosa por ser montanhosa e com subidas íngremes.
Numa destas subidas o homem acelerou forte o seu carro quando de repente algo aconteceu e fez com que o veículo parasse no meio da subida. O homem, meio desesperado, tentava a todo custo religar o carro, mas ele não funcionava.
Sem saber o que fazer ele desceu do carro e pensava em alguma solução para tirá-lo daquela situação complicada.
Próximo dali havia uma grande obra com vários operários que faziam seu serviço. Aquela novidade, e a situação daquele homem com o carro parado no meio da subida, chamou a atenção deles, porém, apenas dois daqueles trabalhadores se dispuseram a sair de seus lugares e ajudar aquele homem com o carro quebrado no meio da subida.
O dono do carro disse aos homens:
– Empurre bem forte o carro pra chegarmos lá em cima, eu vou guiando o carro aqui.
Aqueles homens, com o desejo de ajudar, balançaram a cabeça positivamente.
Os dois começaram a empurrar o carro com toda a força que tinham, mas o carro não andou nem um metro.
Os colegas que estavam na obra, gritavam:
– Força! Mais força! Mais força!
Os dois ouviam e tentavam colocar cada vez mais força, mas o carro pouco se movia.
Logo, o dono do carro que estava confortavelmente sentado no banco do motorista colocou a cabeça para fora da janela e também gritava para aqueles homens:
– Vamos, força! Mais força! Mais força!
De todos os lados aqueles dois corajosos homens escutavam as vozes de muitos que gritavam: força! Mais força! Mais força!
Mas apenas os dois permaneceram firmes tentando empurrar o carro.
Infelizmente, muitos são os que estão dispostos apenas a gritar, a “incentivar” de onde estão, mas poucos são os que se dispõe a sair de seus lugares confortáveis para ajudar a “empurrar o carro”.